Em Caraúbas, vereadores da situação se omitem e investigação da folha municipal é arquivada

Foto: Rocézar Amaral
Na manhã desta quinta-feira, 25, aconteceu de forma remota mais uma sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Caraúbas. A expectativa da população era especial porque na pauta constava o requerimento encaminhado pela bancada de oposição que solicitava a abertura de uma Comissão Parlamentar Processual (CPP), para investigar possíveis irregularidades na folha dos servidores do município.

Entre os questionamentos levantados pela oposição no tocante a folha, estão a possibilidade de algumas pessoas que não moram em Caraúbas receberem seus salários, na falta de clareza sobre a locação dos funcionários, e ainda a motivação de vários nomes constarem na lista enquanto efetivos - sem que estes tenham entrado em quaisquer processos seletivos.
Nos acompanhe pelo instagram clicando aqui @ofachodegrossos
Durante a defesa do requerimento, Edu Licurgo (PL) que é líder da oposição, fez questão de frisar que a abertura desse processo investigativo seria importante não somente para que os vereadores tivessem a certeza que o dinheiro público municipal estava sendo aplicado de forma correta, mas principalmente para que o povo de Caraúbas compreendesse com clareza essa situação.

“Hoje nós estamos vereadores e temos que cumprir nosso papel. Nosso pedido tem o objetivo de investigar, se não existem irregularidades parabéns para a gestão. O que não pode acontecer é a omissão por parte dos vereadores, porque isso será cobrado e com razão por todos os caraubenses”, afirmou o parlamentar.

Ainda durante o debate da matéria, o vereador situacionista Hamilton Bezerra sugeriu que o requerimento que solicitava a investigação fosse retirado de pauta pela presidência da casa, alegando não haverem indícios para esse processo.

O presidente Zeca Alves, atendeu a essa solicitação, e arbitrou pela retirada do requerimento da pauta.
Durante o momento das explicações pessoais, Edu Licurgo não escondeu sua indignação diante da decisão tomada. “É com muita tristeza que vejo toda essa situação. Em nenhum momento de nossa fala questionei a idoneidade de nenhuma colega ou do gestor, porém por entender que existem fatos que merecem esclarecimentos, realizamos essa solicitação que seria na verdade uma oportunidade para a administração local comprovar que é transparente.

Agora infelizmente optaremos pelo caminho mais difícil para descobrir tudo isso”, disse.
Com a retirada do requerimento da pauta, a oposição vai se reunir e avaliar o reencaminhamento do mesmo, como também, a união do Ministério Público dentro desse processo investigativo.

Edu Licurgo – Vereador de Caraúbas/RN
Texto: Assessoria de Comunicação

Postar um comentário

0 Comentários