terça-feira, 5 de maio de 2020
Da Assessoria da Ufersa
Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal Rural do Semi–Árido elaborou uma Nota Técnica com o objetivo de analisar a dinâmica de crescimento de casos de pessoas infectadas pela COVID-19 em algumas regiões do Rio Grande do Norte. Os resultados estimam o número de pessoas infectadas durante o processo epidêmico, que deve perdurar em torno de 90 dias, e, para tanto, foram utilizados como base os números apresentados entre os dias 12 de março a 8 de abril de 2020.

A partir do modelo matemático do estudo, estima–se 36.000 pessoas infectadas pela Covid-19 em Mossoró durante o processo epidêmico. Quando considerado o conjunto dos 14 municípios da 2ª Região de Saúde do Rio Grande do Norte, composto pelas cidades de Apodi, Areia Branca, Augusto Severo, Baraúna, Caraúbas, Felipe Guerra, Grossos, Governador Dix-Sept Rosado, Janduís, Messias Targino, Mossoró, Serra do Mel, Tibau e Upanema, a estimativa aponta 78.988 pessoas infectadas.
Nos  acompanhe pelo instagram  clicando aqui @ofachodegrossos
Na VI Região de Saúde, que abrange os municípios de Água Nova, Alexandria, Almino Afonso, Antônio Martins, Coronel João Pessoa, Doutor Severiano, Encanto, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Itaú, João Dias, José da Penha, Lucrécia, Luiz Gomes, Major Sales, Marcelino Vieira, Martins, Olho d’Água dos Borges, Paraná, Patu, Pau dos Ferros, Pilões, Portalegre, Rafael Fernandes, Rafael Godeiro, Riacho da Cruz, Riacho de Santana, Rodolfo Fernandes, São F. do Oeste, São Miguel, Severiano Melo, Tabuleiro Grande, Tenente Ananias, Umarizal e Viçosa, a simulação do modelo aponta uma estimativa de 47.884 pessoas infectadas.

Já na regional de Saúde envolvendo a capital Natal e a região metropolitana do estado, a Região VII, que também é a mais populosa com 1.357.366 pessoas, a simulação do modelo aponta uma estimativa de 922.093 pessoas infectadas ao longo do processo epidêmico.


Na VIII Região de Saúde do Estado, composta pelos municípios de Açu, Alto do Rodrigues, Angicos, Carnaubais, Fernando Pedroza, Ipanguaçu, Itajá, Paraú, Pendências, Porto do Mangue, São Rafael e Triunfo Potiguar, a simulação do modelo aponta uma estimativa de 25.414 pessoas infectadas.

“É importante ponderar, no entanto, o curso rápido da pandemia e o baixo número de testes realizados no Brasil, o que dificulta a estimativa do real número de casos confirmados, conferindo o problema de subnotificação. Ainda assim, o levantamento fornece subsídios aos gestores do Estado e dos municípios quanto à dimensão do número de casos, alertando para a importância da testagem e do fornecimento de dados consistentes.”, destaca a publicação.