FRASE DO DIA

O Brasil progride a noite, enquanto os políticos estão dormindo.
- Elias Murad
quinta-feira, 23 de abril de 2020
A II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap), por meio do Programa de Imunizações divulgou os primeiros resultados da vacinação contra a influenza para o público de idosos e profissionais de saúde. O objetivo da Campanha é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação. 

“A segunda etapa da campanha teve início dia 16 de abril e prossegue até o dia 08 de maio. A campanha termina em 22 de maio. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação estava previsto para ser realizado no dia 9 de maio, mas em razão da pandemia da COVID-19 não sabemos se o Ministério da Saúde irá cancelar o dia D. Estamos aguardando a posição do Ministério da Saúde”, informa o técnico do Programa de Imunizações da II Ursap, Jorge Mota. 

DADOS

“A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis. Nesta etapa foram vacinados indivíduos de 60 anos ou mais de idade e trabalhadores de saúde. Nos grupo trabalhador em saúde o município de Carnaubais atingiu 74,48%; Ipanguaçu 81,23% e Felipe Guerra 84,67%. No grupo idosos o município de Areia Branca atingiu 83,64%. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece no sábado, dia 9 de maio.”, disse o técnico do Programa de Imunizações da II Ursap, Jorge Mota. 

“O Ministério da Saúde incluiu caminhoneiros, motoristas de transportes coletivo e trabalhadores portuários, expostos diariamente porque estão na linha de frente, prestando serviços essenciais. Na segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe estão os seguintes grupos Profissionais das forças de segurança e salvamento; Doentes crônicos e Caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários”, ressalta Jorge Mota. 

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais e também pode causar pandemias. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que a ocorrência de casos da influenza varia de leve a grave e pode levar ao óbito. A hospitalização e morte ocorrem principalmente entre os grupos de alto risco. 

Abdias Duque de Abrantes
Assessor de Comunicação Social
II Ursap MTB-PB Nº 604