quarta-feira, 5 de junho de 2019


A comunidade de Areias Alvas amanheceu sob protesto nesta quarta-feira (05). A principal rua da localidade ficou interditada durante parte da manhã devido a uma manifestação organizada por várias mães que revindicavam a conclusão das obras nas escolas daquele distrito.

Segundo líderes do movimento, o governo municipal prometeu a entrega das unidades de ensino dentro de 60 dias, prazo encerrado no mês passado. Além disso, as obras encontram-se paradas e a gestão local não havia dado nenhuma justificativa para tal fato.

Enquanto a reforma das escolas não termina, a Prefeitura de Grossos disponibilizou uma casa para alunos e professores continuarem as aulas. No entanto, as manifestantes reclamam do local onde o ambiente escolar está sendo improvisado. "Não é apropriado para as crianças estudarem. Os professores em dia de prova colocam metade dos alunos pra fora porque a sala é muito pequena", disse uma das participantes do protesto.

Em resposta à mobilização, o prefeito Mauricinho e a secretária de educação, Daniele Marçal, foram à zona rural conversar com as mães que estavam à frente do ato público. Após reunião com elas, os representantes do governo asseguraram a retomada das obras nas escolas a partir da próxima segunda (10). Caso isso não aconteça, o grupo de mulheres já deixou claro que voltará à sede do município para pressionar as autoridades a fim de garantir aos seus filhos o direito a uma educação melhor.