quarta-feira, 3 de abril de 2019
Em 2017, o Brasil ocupou o 4º lugar no mundo, em ocorrência de acidentes de trabalho
A II Unidade Regional de Saúde Pública - URSAP, através do Núcleo Regional em Saúde do Trabalhador (NURSAT) e Secretaria Municipal da Saúde de Mossoró, por meio do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador (CEREST) realizam quinta-feira (4), das 8h às 12h20, no auditório deputado Leônidas Ferreira da II Ursap uma Oficina de Construção do Abril Verde direcionada às referências técnicas em saúde do trabalhador dos municípios da jurisdição da II Ursap. Inicio às 8h com acolhimento, entrega do laço verde e café da manhã. 

O Abril Verde é o mês dedicado à discussão e à mobilização da sociedade em relação à saúde e segurança no ambiente de trabalho. A campanha tem por objetivo o engajamento de toda a sociedade na prevenção de agravos/doenças relacionados ao trabalho.

ESTATÍSTICAS DE DOENÇAS E ACIDENTES RELACIONADOS AO TRABALHO NO BRASIL

O Brasil registrou cerca de 4,2 milhões de acidentes de trabalho de 2012 até agosto de 2018, que resultaram em 15.768 mortes. Os dados são do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho. Apenas em 2017 foram registrados no país, um total de 895.770 acidentes. Cortes, laceração, ferida contusa e punctura (furo ou picada) responderam por cerca de 92 mil casos. Ainda contabilizam nos dados 78.499 fraturas e 67.371 contusões/esmagamentos. Em 2017, o Brasil ocupou o 4º lugar no mundo, em ocorrência de acidentes de trabalho, atrás somente da China, Índia e Indonésia.

Segundo estimativas do Observatório, cerca de 28,7 bilhões de reais foram gastos de 2012 até o segundo quadrimestre de 2018 em benefícios acidentários, que incluem auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, pensão por mote e auxílio-acidente. De acordo com dados do Anuário do Sistema Público de Emprego e Renda do DIEESE, o Brasil registrou nos últimos dez anos, crescimento de 25% de casos de afastamento por doenças relacionadas ao ambiente profissional. Entre os problemas mais registrados, estão as lesões, dores nas costas e as doenças de natureza psicológica. 

Segundo dados da OIT (Organização Internacional do Trabalho), divulgados em 2013, 2 milhões de pessoas morrem por ano por conta de doenças ocupacionais no mundo. Já o número de acidentes de trabalho fatais ao ano chegam a 321 mil. Neste panorama, a cada 15 segundos, um trabalhador morre por conta de uma doença relacionada ao trabalho.Os dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) colocam o Brasil como 4º colocado no ranking mundial de acidentes fatais de trabalho. No Brasil, são quase 4 mil mortes anualmente em decorrência de acidentes de trabalho.

O Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador – CEREST/RNconstitui um pólo irradiador da cultura especializada, subtendida na relação processo de trabalho x processo saúde/doença, assumindo a função de suporte técnico e científico deste campo do conhecimento. Suas ações devem estar articuladas aos demais serviços da rede SUS, orientando-os e fornecendo retaguarda às suas práticas, de forma que os agravos à saúde relacionados ao trabalho possam ser atendidos em todos os níveis de atenção do SUS, de forma integral e hierarquizada.

“A programação de 2019 tem como meta, ampliar e fortalecer as ações sobre Saúde do Trabalhador na Atenção Básica mediante realização de uma Oficina de Planejamento sobre Abril Verde para os municípios da 2ª e 8ª Regiões de Saúde”, informa a técnica do Núcleo Regional em Saúde do Trabalhador (NURSAT)”, Lucélia Jamila Pereira. 

“O Abril Verde é o mês dedicado à discussão e à mobilização da sociedade em relação à saúde e segurança no ambiente de trabalho. A campanha tem por escopo o engajamento de toda a sociedade na prevenção de agravos/doenças relacionados ao trabalho. O mês foi instituído por apresentar duas datas importantes: Dia 07 de abril é celebrado pela Organização Mundial da Saúde, desde o ano de 1948, como o Dia Mundial da Saúde, dia 28 de abril foi escolhido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e pela Lei nº 11.121/2005, como o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho”, disse o especialista em Saúde do trabalhador e Ecologia Humana pela FIOCRUZ é técnico do NURSAT/II Ursap, Leonardo Araújo Pansard

“As principais violências praticadas no ambiente de trabalho são ameaça, assédio, bulling, violência na organização do trabalhoe violência símboloca”, ressalta Leonardo Araújo Pansard


Abdias Duque de Abrantes
Assessor de Comunicação Social
II Ursap MTB-PB Nº 604


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COLUNA DO LÊNIN TIERRA

NOS ACOMPANHE NO INSTAGRAM

Acessos

CONTATO DO BLOG

Telefone/Whats: (84) 9 8177-6707 Email: Contato@ofachodegrossos.com Facebook:  O Facho de Grossos © 2015 -2018 - O Facho de Grossos...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

COLUNA DO EMILIO OLIVEIRA

O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.