quinta-feira, 21 de março de 2019
Evento contou com a participação de Cícero Nogueira, Lenin Tierra e Márcio Freitas - servidores do INSS e diretores do Sindprevs/RN - bem como Rivania Moura - presidenta da ADUERN e pesquisadora referência no tema de previdência social

A partir de requerimento do vereador Cateca (PCdoB), a Câmara Municipal de Grossos promoveu na noite desta quarta-feira 20 de março uma audiência pública sobre a PEC n° 6/2019 - a proposta de Reforma da Previência apresentada pelo governo Jair Bolsonaro (PSL). A casa lotou suas galerias com pessoas interessadas em compreender quais seriam os efeitos da Reforma para o futuro da aposentadoria do povo brasileiro. 

A audiência começou com a exposição de Lenin Tierra, servidor do INSS e diretor do Sindprevs/RN, que demonstrou, através de variadas notícias ao longo do século XX, que o discurso fatalista que afirma que a "previdência vai falir" é tanto antigo quanto falso: "a verdade é que a sociedade está irremediavelmente dividida pelo conflito de interesses, entre aqueles que tem muito e ainda querem mais, e aqueles que tem pouco e são ameaçados a ficarem com nada".

Cícero Nogueira, em sua fala, apresentou as principais mudanças que ocorreriam com a aprovação da reforma, tal como o aumento do tempo de contribuição para 40 (quarenta) anos para acessar a aposentadoria integral. Também foi apresentado o material da Auditoria Cidadã da Dívida, que demonstrava que mais de 40% do orçamento nacional foi consumido pelos bancos em 208. Cícero Nogueira, afirmando a atualidade do debate sobre a dívida pública, mencionando que "ultrapassado são os discursos do governo sobre a previdência"

Na ocasião, a proposta de capitalização da previdência contida na Reforma foi classificada por Rivânia Moura como "destruição da previdência social". A pesquisadora e presidenta da ADUERN explanou que o governo tem como finalidade acabar com o atual modelo de repartição, que socializa os custos com a previdência entre todas as partes contribuintes, e implantar um sistema em que a pessoa segurada só poderia receber rigorosamente aquilo que efetivamente pagou. Márcio Freitas, diretor do Sindprevs/RN e da FENASPS, traçou o paralelo com o Chile, apontando que "em todos os países que este sistema [de capitalização] foi implantado a previdência faliu", apontando ainda o aumento de índice de suicídios entre idosos com a reforma.

Após as falas, foi aberta a oportunidade para que as pessoas presentes fizessem perguntas para os(as) palestrantes. Por fim, a diretoria do Sindprevs/RN agradeceu o convite e à expressiva participação da população de Grossos/RN, além de demonstrar sua disposição de tentar promover audiências públicas sobre a Reforma da Previdência em outros municípios do oeste potiguar.

ASSESSORIA SINDPREV






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COLUNA DO LÊNIN TIERRA

NOS ACOMPANHE NO INSTAGRAM

Acessos

CONTATO DO BLOG

Telefone/Whats: (84) 9 8177-6707 Email: Contato@ofachodegrossos.com Facebook:  O Facho de Grossos © 2015 -2018 - O Facho de Grossos...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

COLUNA DO EMILIO OLIVEIRA

O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.