sexta-feira, 21 de dezembro de 2018
O Ministério Público Eleitoral no Rio Grande do Norte ajuizou uma ação de investigação judicial por abuso de poder econômico contra o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT), candidato derrotado ao Governo; o deputado federal reeleito Walter Alves (MDB); o deputado estadual eleito Bernardo César Carlos Belarmino de Amorim, o Dr. Bernardo (Avante); além do ex-prefeito de Jardim de Piranhas Antônio Soares de Araújo, mais conhecido como Antônio Macaco.

Todos vêm sendo investigados pela realização de um comício regado a bebidas alcoólicas e churrasco, com ampla distribuição para a população no dia 30 de setembro – uma semana antes da realização do primeiro turno das eleições. A denúncia diz que as bebidas e as carnes foram utilizadas como moeda de barganha para o beneficiamento das referidas candidaturas no pleito de 2018, o que caracteriza abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio.

O flagrante da denúncia foi feito pelo Grupo de Atuação de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), durante a operação “Sufrágio 2018”, relatando supostas irregularidades eleitorais na cidade de Jardim de Piranhas, no interior do Estado, no dia 30 de setembro de 2018.

VT
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos

PESQUISE AQUI

Receba nossas notícias no e-mail

CONTATO DO BLOG

Telefone/Whats: (84) 9 8177-6707 Email: Contato@ofachodegrossos.com Facebook:  O Facho de Grossos © 2015 -2018 - O Facho de Grossos...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

COLUNISTAS

COLUNISTAS
EMÍLIO OLIVEIRA
O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.