domingo, 5 de agosto de 2018
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Programa Estadual de Controle da Raiva e II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap) realizará de 06 de agosto a 05 de outubro a Campanha Antirrábica Canina e Felina. O dia “D” será 29 de setembro de 2018. Foi realizada uma reunião quinta-feira (2) no auditório da II Ursap com os coordenadores municipais do Programa de Controle da Raiva. A reunião foi conduzida pelo médico veterinário do Programa de Controle da Raiva da II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap), Aderson Dantas de Lira. O Ministério da Saúde envia, todos os anos, doses da vacina antirrábica canina para 23 estados brasileiros e o Distrito Federal, que executam campanhas maciças.

Todos os cães e gatos a partir de três meses e fêmeas paridas há mais de 15 dias devem tomar, visando prevenir e interromper a transmissão do vírus da raiva na população canina e felina, diminuindo, deste modo, a possibilidade de ocorrência da raiva humana. Os primovacinados (aqueles que receberam a dose inicial) também devem receber uma segunda dosagem após 30 dias. Cães bravios ou mordedores, de qualquer espécie, devem utilizar focinheira apropriada;

Na jurisdição da II Ursap, a meta estimada é vacinar 132.372 animais, sendo 88.328 cães e 44.044 gatos. Somente em Mossoró são 42.339 (27.702 cães e 14.637 gatos). Em Açu são 9.486 ( 7.052 cães e 2.434 gatos). Apodi são 8.040 animais (5.003 cães e 3.037 gatos). A II Ursap oferece todo suporte técnico, apoio logístico e distribui as vacinas e insumos como seringas e agulhas descartáveis. 

“A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), recomenda às Secretarias Municipais de Saúde entregar aos proprietários de cães e gatos o correspondente comprovante de vacinação do animal”, alerta o médico veterinário, Aderson Dantas de Lira. 

O coordenador regional do Programa de Controle da Raiva da II Ursap, médico veterinário, Aderson Dantas de Lira enfatiza que “a campanha se faz importante, porque só através da vacina de cães e gatos é que pode ser evitada a raiva humana”. A raiva é uma encefalite viral, de caráter zoonótico e com letalidade próxima de 100%%, causada por um vírus ácido ribonucleico (família Rhabdoviridae, gênero Lyssavirus), sendo os mamíferos os únicos animais susceptíveis à doença.

Com maior frequência, a infecção do organismo pelo vírus rábico ocorre por mordeduras ou arranhaduras na pele íntegra. Os cães são responsáveis pela maioria dos casos de transmissão da doença para o homem. Animais silvestres, como morcegos, raposa/cachorro do mato e saguis e macacos também podem transmiti-la. As agressões ocasionadas pelos cães e gatos põem em risco a integridade de pessoas, suas famílias, as comunidades e constituem problema de Saúde Pública. Se a pessoa for agredida por qualquer animal, deve-se lavar imediatamente a ferida com água e sabão e procurar imediatamente um serviço de saúde para obter orientações sobre indicação de vacina ou soro.

Cães raivosos apresentam sintomas como: agressividade (atacando pessoas e objetos) ou tristeza (procurando lugares escuros), salivação excessiva, dificuldade para engolir, latido rouco e paralisia das patas traseiras. Nos humanos, a doença ataca o sistema nervoso central, levando à morte.

Os cães e gatos são animais de estimação e dependem do ser humano para sua sobrevivência. O dono responsável deve manter seus animais em condições apropriadas de saúde e contenção, de tal forma que não sejam causadores de qualquer tipo de risco ou constrangimento a todos de seu convívio e à sociedade.










Abdias Duque de Abrantes

Assessor de Comunicação Social

II Ursap MTB-PB Nº 604
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos

PESQUISE AQUI

Receba nossas notícias no e-mail

CONTATO DO BLOG

Telefone/Whats: (84) 9 8177-6707 Email: Contato@ofachodegrossos.com Facebook:  O Facho de Grossos © 2015 -2018 - O Facho de Grossos...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

COLUNISTAS

COLUNISTAS
EMÍLIO OLIVEIRA
O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.