domingo, 19 de agosto de 2018
Por: Emílio Oliveira
A cada dia que passa e se aproxima da eleição de sete de outubro vindouro, infelizmente, as preocupações com a realidade política e social do Brasil me abatem e me deixam mais e mais preocupado com essa situação totalmente caótica em que se encontra mergulhado esse nosso tão amado país. Pelo meu olhar e gostaria até de está engando, o nosso inteligente mais ainda tão despolitizado povo brasileiro, não se deu conta do que está realmente em jogo nessa eleição.

E essa eleição, será a mais importante de toda nossa história politica, pelo simples fato de jamais termos vivido uma crise de tão grandes proporções em termos políticos, econômicos, sociais, éticos e morais como a atual. Os três poderes de nossa incipiente República tupiniquim sistematicamente se desconstruindo perante uma nação a cada dia mais estarrecida ante os mais toscos e flagrantes desvios de conduta, ou da maioria de seus membros como é o caso do executivo e do legislativo, ou até mesmo de alguns membros outrora bem mais ilustres do judiciário.

A situação é tão desconfortável para todos nós cidadãos de bem que estamos sendo obrigados a viver com tantas dificuldades nessa nossa desmoralizada República, da qual não escapou quase nenhuma das nossas ditas autoridades dos três poderes, então, parte significativa de nosso povo, desnorteado e sem meios de enxergar uma saída mais racional buscando votar em quem está mais preparado e demonstra compromisso com os interesses maiores da nação e de seu povo sofrido que somos nós, decide se aventurar com um salto no escuro e entregar o nosso tão amado Brasil com todas as suas fabulosas riquezas, nas mãos de uma pessoa que devidamente não se capacitou para desempenhar a mais nobre função política numa república que é a de conduzi-la. 

A Presidência da República é o maior e mais importante cargo de uma república qualquer e, portanto, pelo via do voto popular somente deveria ser ocupada por quem se preparou mais que o suficiente e não por quem nunca administrou sequer uma bodega das menores. Uma pergunta ao leitor. Se você por acaso tivesse uma empresa e estivesse necessitando de um gerente competente, por acaso você entregaria a sua empresa nas mãos de alguém sem nenhum experiência nessa função ou iria selecionar cuidadosamente um gerente que tivesse experiência e também se destacado de forma exitosa noutras empresas que administrou?

Essa resposta não precisa ser dada a mim não, mas a sua própria consciência. Todavia, ante tal situação, tenho certeza quase absoluta de que você escolheria como gerente de sua empresa, alguém que como se diz popularmente já foi passado na casca do alho, é ou não é? Então, como se pretende de uma forma incompreensível até - se entregar a presidência da República de um país praticamente falido e a deriva -, justamente a alguém que com 28 anos de atuação pífia no legislativo, sem nenhuma experiência no executivo e que apresenta ainda como agravante o fato de não demonstrar a menor aptidão e capacidade para o cargo? 

Percebam a nossa triste situação: temos hoje mais de treze milhões de pessoas desempregadas; sessenta e três milhões com os nomes negativados nos sistemas de restrição de crédito (SPC e Serasa); dois trilhões de reais de dívidas das empresas e com já seiscentos bilhões já destinados a créditos de liquidação duvidosa; a maior taxa de juros real do planeta; uma dívida pública interna e externa que já ultrapassa os cinco trilhões de reais e se aproximando dos 90 % do nosso PIB; com um trilhão e cento e oitenta bilhões de reais tomados emprestados pelo nosso Banco Central sob a forma de operações compromissadas e com vencimento em no máximo cinco dias e taxa de juros praticamente desconhecida; com uma taxa de câmbio flutuante que serve mais a interesses alhures do que aos nossos; com o maior processo de desindustrialização em marcha de toda a nossa história com mais de treze mil indústrias fechadas e mais de 200 mil lojas em igual situação; com a economia sem nenhum investimento e praticamente parada; com a Previdência Social quebrada; com mais de setecentas obras públicas importantes para o desenvolvimento do país paradas por falta de recursos; com todas as suas despesas com saúde educação, segurança, portos, aeroportos, estradas, forças armadas, refinarias, etc, tendo sido irresponsavelmente congeladas por vinte anos somente para sobrar dinheiro para se colocar no saco sem fundo da dívida pública e beneficiando apenas ao mercado financeiro que cooptou os três poderes; sem nenhuma perspectiva e esperança de a mínima melhora a curto e médio prazo; exportando apenas commodities que são mercadorias primarias sem nenhum valor agregado e importando produtos de alta tecnologia em dólar que as commodities não têm como pagar e, o que é pior, desde o Fernando Henrique Cardoso passando pelo Lula, pela Dilma e até o presente momento, sem nenhum projeto nacional de desenvolvimento que nos indique um rumo a tomar para sair de tão periclitante situação.

Essa é a gravíssima situação em que nos encontramos. Mas, a nossa reacionária classe média protofascista que é a mesmíssima que durante o golpe que derrubou a Dilma veio para a Avenida Paulista pedir a sua cabeça fingindo falsa moralidade. Infelizmente, ela sempre tem se posicionado como uma classe capataz da classe plutocrata dominante, nunca querendo enxergar a realidade e de forma sempre equivocada continua votando em candidatos da direita como o Alckmin ou da extrema-direita como o Bolsonaro, cujos únicos planos para o país é armar todos os cidadãos, dar mais poder do as polícias civil e militar para matar jovens pobres, negros e pardos das periferias, além de discriminar pessoas que sexualmente se comportam de forma diferente. 

De antemão, gostaria de afirma que pessoalmente nada tenho contra esse senhor, o Bolsonaro, até porque o conheço apenas à distância e através das suas atrasadas e contraditórias posições publicamente assumidas na sua mais que clara e também ridícula práxis política. Eu apenas não vislumbro nele alguém que tenha se capacitado suficientemente para assumir o maior cargo da nação, o qual necessita de suficiente preparo para poder compreender todas as nuances possíveis de nossa complexa realidade em suas dimensões mais exóticas e, portanto, não habilitado para ser o nosso futuro presidente da República.

Na verdade, o candidato preferido do baronato brasileiro é o Alckmin, porém, mesmo com a imprevisibilidade demonstrada pelo Bolsonaro, essa tão ambiciosa gente, ainda que não confie nele, entretanto, caso ele consiga ir ao segundo turno com outro candidato da esquerda, ainda assim o preferirão, visto que ele tem como seu principal mentor intelectual e conselheiro politico e econômico, o economista e banqueiro Paulo Guedes que, no caso de uma possível vitória do Bolsonaro, esse mercado especulador que transformou o Brasil no paraíso dos rentistas ricos e no inferno dos trabalhadores pobres, investirá alto nele por ter a certeza de que todos os seus descabidos e eternos privilégios, continuarão a ser religiosamente atendidos e respeitados. 

Enquanto isso, entre os vários candidatos que conseguiram registrar a sua candidatura à presidência da República, há um que realmente se preparou em todos os sentidos para desempenhar essa tão nobre função com todas as condições de desobstruir os gargalos que sistematicamente vem inviabilizando o nosso desenvolvimento econômico e social e até mesmo de se tornar, no exercício da função, o grande estadista que o nosso Brasil tanto necessita nesse momento, mas que o povo brasileiro, na expressão de sua maioria, infelizmente, ainda não necessariamente percebeu. 

Refiro-me ao grande Ciro Gomes aqui do Ceará, o nosso estado vizinho e que é um nordestino como nós e além de corajoso é também experiente porque já foi prefeito, deputado estadual, deputado federal, governador, ministro de estado por duas vezes e, portanto, experiente e com uma atuação mais que exitosa aonde administrou. É um homem inteligentíssimo, limpo, honesto, patriota, nacionalista, briga pelos interesses do povo porque gosta dele, é advogado e também escritor e conhece como ninguém todos os problemas e potencialidades das mais diversas regiões brasileiras, além de está trazendo como nenhum outro dos demais candidatos debaixo do seu braço, um plano nacional de desenvolvimento econômico e social para o Brasil que foi montado por ele próprio e seus amigos especialistas nas mais diversas áreas administrativas da união. 

Um dos problemas do Ciro Gomes é que ele tem se constituído numa incômoda pedra no sapato das nossas elites, visto que vem sistematicamente prometendo que se com o voto da maioria do povo brasileiro conseguir chegar à presidência da República, o povo brasileiro será a sua prioridade número um e esse tipo de pregação vem assustando essa mesquinha gente que há bastante tempo vem dando todas as cartas na economia brasileira que tem funcionado mais como uma forma de satisfazer seus desmedidos interesses financeiros e de classe, do que mesmo aos interesses maiores do país e de seu povo sofrido. 

Na verdade, o Ciro Gomes, tem três seríssimos problemas para resolver na sua difícil caminhada em busca da presidência da República desse país que se encontra atualmente sem rumo. O primeiro problema - é o fato de que ele vem já há algum tempo afirmando em suas palestras que se transformaram em vídeos postadas no YouTube que, no caso de ser eleito presidente da República, vai cobrar mais imposto dos ricos que, infelizmente, não pagam quase nada e isso também incomoda muitíssimo a todos eles; o segundo problema - é que ele é o único dos candidatos de esquerda que esta trazendo como novidade um bem elaborado plano nacional de desenvolvimento para o país e esse fato colide frontalmente com os interesses tanto da direita quanto a esquerda que também não têm nenhum, visto ter-se tornado mais que claro para todos que o único plano do PT que é o partido de esquerda majoritário, é a ilusória candidatura do Lula que o próprio partido sabe que não ele não pode ser candidato nessa eleição; o outro problema – que politicamente antevejo como o mais perigoso para o seu intento, é o fato de a nossa tão antipatriótica mídia, diuturnamente a serviço de interesses espúrios, conseguiu distorcer as notícias ao ponto de totalmente despolitizar o nosso povo que hoje sequer tem a mínima condição de identificar quem são realmente seus amigos, ou o que é pior, seus eternos inimigos.

São esses aí a meu ver os mais sérios gargalos que o Ciro Gomes precisa desobstruir nessa campanha para ter probabilidade e uma certa esperança de reverter esse quadro altamente negativo para ele. Entretanto, ele é o único que tem um coringa no baralho que é um rumo nacionalista para o país que os outros candidatos até aqui não apresentaram, apesar de o PT com o poste do Lula que é o Fernando Haddad, está ensaiando falar sobre algumas ações administrativas que primeiramente foram apresentadas pelo Ciro, o que se constitui numa paupérrima imitação semelhantemente a um plágio, o que é uma pena!.

Eu venho acompanhando as palestras do Ciro Gomes nas diversas Instituições que lhe têm dado a honra e o privilégio de ouvi-lo, e não tenho medo de errar ao afirmar que ele é o candidato mais preparado em todos os sentidos para tirar o nosso Brasil dessa triste e tão vergonhosa conjuntura politica e econômica que infelizmente estamos sendo obrigados a viver. E digo mais, ele é o único que pode nos tirar dessa situação e inclusive podendo ir bem mais além, conquistando para nós como um verdadeiro estadista que é o protagonismo global que tanto merecemos. E é justamente por porque penso assim, que me aventuro a te dizer: se você ama realmente ao nosso Brasil, ouça o Ciro Gomes.

Ele já tem 38 anos de vida pública e sem nenhum processo administrativo que desabone a sua conduta político-administrativa, ética e moral. Recusou-se a receber três aposentadorias de prefeito, governador e deputado federal que lhe dariam hoje um rendimento superior a oitenta mil reais por mês e ele rejeitou. Eis aí, portanto, em linhas gerais, o seu revolucionário e patriótico plano de governo:

Redução de tributos sobre a produção e o trabalho; Tributação de lucros, dividendos, heranças e doações dos mais ricos; Utilização da ABIN para pesquisar o perfil e o passado dos ocupantes de cargos públicos da República; Estimulação da competência e meritocracia no serviço público federal; Priorização da melhoria na educação superior pública; Usar a inteligência da polícia federal para desmantelar a cabeça das facções criminosas; Criar o complexo industrial do petróleo, gás e bioenergia; Criar o complexo industrial do agronegócio, da saúde e da defesa; Disponibilizar venture capital (capital de risco associado à inovação); Fazer auditoria da dívida pública; Diminuir para menos da metade a fatia atual de 50 % do orçamento para pagamento do serviço da dívida; Aumentar os recursos disponibilizados para educação, saúde infraestrutura e segurança pública, Espaço para as mulheres no governo da mesma forma que fez quando prefeito e governador do Ceará com metade mulheres; Desenhar com os novos governadores e prefeitos de todo o país, um novo pacto federativo e capitalizando a dívida dos estados estrangulados e municípios e dificuldades financeiras; Colocar a taxa de juros abaixo da rentabilidade média dos negócios; Estatizar o Banco Central, hoje em poder dos bancos privados; Tomar todas as terras vendidas a estrangeiros e disponibilizá-las com condições de trabalho para a reforma agrária; Retomar os campos de petróleo vendidos a preço de banana aos estrangeiros: Substituir a Reforma Trabalhista por outra mais humana e que dê mais segurança jurídica ao trabalhador; Reformar a Previdência Social transformando em regime de capitalização, revogando os privilégios de setores abastados sem que retire o direito dos mais pobres; Negociar com a China e a Rússia um regime de preferência industrial e transferência de tecnologias sensíveis em (satélites, foguetes, microeletrônica, etc); e por fim, ajudar a 63 milhões de brasileiros a pagar suas dívidas negativadas no SPC e no SERASA, colocando-os novamente no circuito de consumo da economia.

Se por acaso alguém me apresentar, mesmo que de forma resumida um programa de governo que interesse realmente ao nosso país e ao seu povo mais do que esse do Ciro Gomes, por favor, me repassem ou me mostrem que eu posso até mudar minha a opinião a respeito do assunto. O Brasil nunca necessitou tanto de um voto útil e inteligente da parte de nós patriotas do que nessa eleição. 

Ante as nossas já tão sofridas consciências e também mãos calejadas pelo trabalho ou pelo sofrimento estará o futuro promissor ou não desse nosso tão amado país. O que acontecer no futuro, a responsabilidade será nossa e somente nossa. Que Deus possa enfim possa iluminar com bom senso, equilíbrio e responsabilidade a revoltada cabeça de alguns de nós brasileiros e brasileiras, inspirando-nos a escolher o melhor e o mais preparado para ele e somente ele nos dirigir no rumo de um porto seguro para todos o nosso até aqui tão explorado Brasil!.. 

Emílio.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos

PESQUISE AQUI

Receba nossas notícias no e-mail

CONTATO DO BLOG

Telefone/Whats: (84) 9 8177-6707 Email: Contato@ofachodegrossos.com Facebook:  O Facho de Grossos © 2015 -2018 - O Facho de Grossos...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

COLUNISTAS

COLUNISTAS
EMÍLIO OLIVEIRA
O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.