domingo, 13 de maio de 2018
Por: Emílio Oliveira
A eleição de 2018, a meu ver, é uma das mais importantes da história política desse nosso tão amado e conturbado país chamado Brasil. Estamos todos vivendo a maior crise entre todas as outras também já vividas por outros brasileiros no passado. E o pior é que essa malfadada crise generalizada que atravessamos é de ordem: política, moral, intelectual, econômica, financeira, de poderes, de patriotismo e até de inteligência também, visto que analisada em sã consciência, todas as ações tomadas por nossas atuais autoridades, têm sido flagrantemente contrárias aos reais interesses do nosso país. 

Terá algum sentido racional essa suspeitosíssima turma que se apropriou do governo ao assumir o poder tomar logo medidas contrárias ao próprio país alienando imediatamente parte significativa do Pré-Sal que era um sagrado patrimônio do povo brasileiro e que iria garantir no futuro, de acordo com a lei de partilha aprovada no Congresso, uma educação de qualidade para os nossos filhos e netos e também logo em seguida, através da modificação da CLT, retirar direitos já tão bem consolidados em tantas e tantas lutas do passado dos nossos trabalhadores? 

Todavia, achando ainda pouco o que criminosamente foi feito com o sagrado patrimônio do nosso povo, essa antipatriótica turma está agora tramando cinicamente entregar de vez ao capital estrangeiro a nossa Eletrobrás que na sua venda não será entregue apenas as distribuidoras de energia elétrica, mas também as geradoras e até mesmo o próprio regime de águas dos nossos rios. Noutras palavras, vamos todos ficar dependentes e a mercê dos mesquinhos interesses dessas multinacionais até mesmo para, numa necessidade qualquer, intervirmos nas vazões dos rios do nosso país. 

O que essa gente fezapós a tomada aparentemente legítima do poder foi uma coisa tão grotesca sob o ponto de vista moral e patrimonial,que até parece que já estava tudo encomendado antes mesmo do golpe ser dado, mostrando a todos quantos têm a capacidade de realmente ver, a clara impressão que foi o pagamento que os traidores da pátria receberam por injustamente terem derrubado uma presidenta eleita pela maioria do nosso tão sofrido povo. 

Já escrevi anteriormente sobre esse assunto e vou repeti-lo de novo. Os grandes conglomerados de capitais financeiros internacionais que já provocaram tantas guerras por petróleo ou poder e que mataram tantas pessoas e destruíram países inteiros, estão cobiçando as volumosas riquezas naturais do nosso potencialmente tão rico pais, mas de povo ainda tão necessitado, justamente pela ação externa predatória dessa gente que somente tem nos explorado desde sempre. 

O Brasil tem ainda para atrair essas insaciáveis corporaçõesparte do Pré-Sal, o Aquífero Saga e o Guarani, o Nióbio, a Base de Lançamento de Foguetes de Alcântara, a Riquíssima Biodiversidade da Amazônia com o maior volume de água doce do Planeta Terra, solos ricos em nutrientes naturais produtivos e diversificados para as mais exigentes culturas que se queira explorar, além de mais de oito milhões de quilômetros de litoral totalmente voltados para o Oceano Atlântico e expostos a ganância sem limites das grandes potências estrangeiras. 

O Pré-Sal - é um dos maiores depósitos de petróleo do planeta e, infelizmente, como já se viu, foram feitas diversas guerras por esse produto tão cobiçado pelas nações do primeiro mundo; o Aquífero Saga e o Guarani – são osdios maiores depósitos subterrâneos de água doce do planeta e que em breve serão motivo para muitas guerras, visto que a água doce será brevemente um dos fatores limitantes de produção no terceiro milênio; o Nióbio – é um metal estratégico que será muito utilizado no futuro para a construção de naves espaciais interplanetárias, interestelares e até intergalácticas; a Base de Alcântara – é a mais bem posicionada base de lançamento de foguetes em virtude de se encontrar localizada na linha do Equador terrestre, onde a força gravitacional é máxima e, por isso mesmo, é a de menor custo no lançamento de foguetes; a Biodiversidade da Amazônia – é o maior estoque de produtos naturais ainda intactos e lá se encontra também o maior lençol de água doce superficial do planeta; os Solos Ricos e Diversificados – é a garantia de uma agricultura futurística que possibilitará uma real segurança alimentícia dessas nações beligerantes; a Área Litorânea Exposta para o Atlântico – é uma verdadeira tentação para as nações mais poderosas disponibilizarem de uma situação favorável como essa, até mesmo no caso de uma conflagração nuclear que se vier a ocorrer certamente que será na Europa e Ásia e por no máximo 72 horas, oportunidade em que o nosso país poderá ser usado como Zona de Retaguarda Nuclear para produzir alimentos para as elites mundiais que sobreviverem naquelas regiões onde se estabelecer diretamente o conflito,não somente enquanto durar o perigoso e penoso rescaldo nuclear, mas ainda por vários e vários anos após. 

Então essa é a nossa triste situação atual. Estamos sendo cobiçados por forças que não temos a mínima condição de enfrentar num possível confronto bélico e o que é pior, administrados por uma turma que, salvo melhor juízo, não demonstra nem um pouco de respeito e patriotismo pelos os valores maiores do país. Ante tal situação, resta-nos apenas usar a nossa capacidade, se é que ainda a temos, para escolher candidatos ao poder legislativo e executivo que assumam um compromisso solene com todos esses valores que precisamos urgentemente preservar. 

É justamente pensando numa urgente correção para essa nossa tão triste e até lamentável situação quevenhojá a um certo tempoestudando e monitorando todos os atuais candidatos a Câmara e ao Senado do nosso Estado e também a Presidência da Repúblicapara tentar compreender em tempo hábil ainda, quais os menos ruins nomes para as duas respectivas Câmaras e qual o nome mais indicado pelas suas qualidades morais, intelectuais e com reconhecida experiência administrativa para ser o nosso futuro Presidente da República no próximo pleito que se avizinha. 

Ainda não tenho uma posição definitivamente formada com relação as minhas futuras escolhas ao Senado da República e a Câmara Federal e por isso mesmo é que vou continuar observando os novos postulantes na esperança de que até o pleito, eu consiga com toda a clareza possível decidir,analisando toda a sua vida pregressa, o que demonstrará ser o melhor para a nossa conjuntura política e administrativa. Para uma das vagas no senado, praticamente eu já me decidi por uma candidata que é a atual Deputada Federal Zenaide Maia que foi uma excelente parlamentar na defesa dos interesses do nosso povo. Falta-me decidir apenas a outra vaga para o senado e o deputado federal a quem vou confiar o meu voto. 

Com relação à Presidência da República, também já me decidi por aquele que em todos os sentidos é o maispreparado para ocupar esse tão honroso e digno cargo de mandatário maior da nação. Em sua vida pregressa ele tem demonstrado ser limpo, honesto, sério, patriota, inteligente, competente, com experiência exitosa no que já administrou, foi Prefeito de Fortaleza, Governador do Ceará, Deputado Estadual por aquele Estado, Deputado Federal, Ministro da Fazenda quando do plano Real, Ministro da Integração Nacional viabilizando a Transposição do Rio São Francisco e que já por duas vezes, em1998 e 2002, mesmo ainda muito jovem, se aventurou a ser candidato a Presidência da República. 

O seu nome é Ciro Gomes, nascido em Pindamonhangaba São Paulo e criado em Sobral no Ceará. Ele é, a meu ver, o pré-candidato a Presidente da República mais preparado e comprometido com os interesses maiores do Brasil e de seu povo sofrido nessa eleição que se avizinha. Há dois longos anos ele vem inusitadamente fazendo palestras nas Universidades, Sindicatos e Associações de todo o Brasil, tentando racionalmente formar uma corrente de opinião nos meios mais esclarecidos da sociedade brasileira para obrigar a todos os outros candidatos durante a campanha a discutir nos debates promovidos pelas redes televisivas, os grandes gargalos que sistematicamente vem obstruindo o progresso e o desenvolvimento do nosso país. 

A esse respeito, gostaria de afirmar que esse é um fato nunca visto na história política donosso país, uma vez que esse tipo de conscientização política e econômica que o Ciro vem sem nenhum receio explicando ao nosso povo e capacitando-o de forma transparente e cidadã para uma escolha mais inteligente e consciente no próximo pleito. Eu que já estou mais para a eternidade do que para à vida, nunca vi esse tipo de coisa acontecer nesse nosso tão injusto país tupiniquim, onde as nossas elites geralmente têm sempre procuradoesconder a verdade das maiorias abandonas a sua própria sorte e até o presente totalmente órfãs de verdadeiros representantes políticos. 

A minha experiência de vida e também de professor de matemática me mostraram que quem ensina nunca engana as pessoas, mas sim as capacita a desempenhar melhor as suas funções e esse é o caso de Ciro Gomes que está ensinado economia e política ao povo brasileiro na esperança de que o nosso povo já tão decepcionado e traído por seus falsos representantes, aprenda melhor a se posicionar e também a votar com a sua consciência, seus interessesde cidadão e não mais com a sua endêmica e eterna carência. 

O Brasil é hoje praticamente uma senzala do mercado financeiro, onde tudo é decidido em função das prioridades maiores dessa entidadeapátrida e não do próprio país e de seu povo cada dia mais necessitado. Vejam, por exemplo, o caso do Banco Central do Brasil que foi criado para proteger, fortalecer e valorizar a nossa moeda, mas cujos presidentes nomeados são sempre executivos vinculados aos bancos privados. Desde o tempo do Sarney, FHC, Lula, Dilma e até agora com o atual Presidente, todos eles têm sido os altosexecutivos dos bancos privados, o que no mínimo pode-seaté mesmopensar que é a mesma coisa de se colocar a raposa para tomar conta do galinheiro. 

A nossa dívida interna já está se apropriando de mais de metade de nosso orçamento executado, a previdência social leva mais quase trinta por cento dele, e o resto que é aproximadamente vinte e um por cento, está sendo destinado a todas as outras despesas do país. Por essa razão é que nos hospitais quase não há mais macas, médicos, exames e medicamentos; na educação os recursos também minguaram significativamente e a segurança pública é um verdadeiro desastre nacional com a violência assustando a nossa população que não sabe mais o que fazer com tanta violência. 

Enquanto isso, os juros do cartão de crédito e o dos cheques especiaiscobrados pelos bancos públicos e privados chegam a mais de trezentos por cento ao ano numa inflação baixíssima em função da paralisia dequase todos os segmentos de nossa economia. Enquanto toda a economia produtiva se encontra praticamente paralisada, os bancos como sempre estão ganhando rios de dinheiro através da especulação financeira e das altas taxas de juros cobradas por todos eles. Noutras palavras, enquanto toda a economia se encontra declinante e/ou ociosa, os bancos estão nadando em dinheiro. 

Afora todas essas tão grandes dificuldades aqui apontadas, ainda nos resta um Congresso que na sua maioria é totalmente descomprometido com os interesses reais do país e de seu povo. Portanto, ante tantas e tão negras nuvens que com certeza irão trazer mais e mais tempestades para o nosso Brasil, o correto é dar um voto inteligente a um candidato mais que gabaritado, comprometido, corajoso, que conhece como ninguém os gargalos que nos atrapalham e que, se for eleito, com certeza, irá nos orgulhar a todos que é o Ciro Gomes, até porque votando nele estaremos inteligentemente votando no nosso amado Brasil que nunca precisou tanto de um estadista como no presente. Tenho dito!...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos

PESQUISE AQUI

Receba nossas notícias no e-mail

CONTATO DO BLOG

Telefone/Whats: (84) 9 8177-6707 Email: Contato@ofachodegrossos.com Facebook:  O Facho de Grossos © 2015 -2018 - O Facho de Grossos...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

COLUNISTAS

COLUNISTAS
EMÍLIO OLIVEIRA
O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.