domingo, 17 de setembro de 2017
Por: Emílio Oliveira
Essa semana, por motivos de saúde, estava disposto a não escrever ou transcrever nenhum texto nessa coluna que me responsabilizei por manter nos dois Blogs da cidade. É que a catarata do meu olho direito já quase que não mais me permitia escrever e como também preciso brevemente trocar a minha carteira de habilitação, resolvi, mesmo com muito medo enfrentá-la pela segunda e última vez, justamente nessa semana. Mas, graças a Deus fiz a cirurgia com o Dr. Vanderlândio que é um expert no assunto, e já estou vendo tudo de novo tal como um menino.

Mas, mesmo não estando ainda com a visão totalmente recuperada, me arrisquei para escrever esse texto, preocupadíssimo com a situação moral, política e econômica cada vez mais agravada do nosso tão amado e ao mesmo tempo tão mal governado país. Como é do conhecimento de todos, na quinta-feira mais um processo sobre formação e chefia de organização criminosa, com receptação e apropriação indevida de dinheiro público através de propinas, foi apresentado ao STF-Supremo Tribunal Federal, tendo como principal articulador o atual Presidente da República, coadjuvado em tais práticas espúrias, por seus mais próximos ministros e também amigos de longa data. 

E o pior a meu ver é que a sociedade brasileira fica impassível ante tantos escândalos e descaminhos de autoridades que estão lá justamente para fazerem o contrário do que o Procurador Geral da República os acusa. Na semana anterior, foram descobertos pela Polícia Federal que recebeu uma denúncia anônima em Salvador da existência de um apartamento alugado por um ex-ministro do atual presidente que guardava lá, de forma totalmente irregular, mais de 50 milhões de reais em cédulas de 100 e 50 reais, acomodados em diversas malas, dinheiro que um pobre trabalhador semi-escravo de salário mínimo brasileiro, teria que trabalhar mais de 1.707,65 anos para poder ganhar todo esse dinheiro. 

E vejam que tiraram a Dilma, segundo os meios de comunicação orientados não pelo bem do país, mas pela velha e carcomida plutocracia nacional sempre mancomunada com a internacional, para acabar de vez com a corrupção no Brasil. Era isso que diziam ao povo e também a uma parte da nossa classe média que eles sempre que desejam conseguem facilmente manipular. Somente não percebe quem não quer ou quem devidamente não se informou que o falso jogo do combate à corrupção era e é uma simples falácia para afastar o PT da disputa de 2018, pois, afinal de contas, fazia quase treze anos que esse partido estava no poder e a ultrapassada direitona, perdia todas para ele.

Apesar dos muitos erros estratégicos cometidos pelo PT durante esse tempo, ele não é e nunca foi o partido mais corrupto do país como a mídia golpista procura mostrar a população brasileira que, infelizmente, ela esta também acostumada a enganar e manipular com informações falsas e/ou distorcidas. Agora vale a pergunta: por que enfim a direitona brasileira passou treze anos fora do poder perdendo quatro eleições consecutivas para o PT?

E é facílima a resposta. Porque sempre que está no poder a direitona tem sistematicamente excluído do processo distributivo da renda nacional todos os trabalhadores desse país. Como é do conhecimento de todos, logo que essa turma chegou ao poder pela via do golpe afrontosamente apoiado pela direitona sem escrúpulos, logo se ocuparam do seu velho e ultrapassado receituário que é simplesmente: retirar direitos dos trabalhadores, vender estatais aos capitalistas internacionais, modificar para pior e se possível privatizar a previdência dos trabalhadores para entregar aos bancos privados, diminuir o salário mínimo, etc e tal.

Já o PT que eles tanto condenam, e quem conhece a realidade sabe perfeitamente porque eles condenam, fez a maior e mais includente revolução nesse país, aumentando o salário mínimo brasileiro de 73 dólares na época do FHC que é o príncipe deles, para 320 dólares no quarto ano do primeiro mandato do Lula, aumentando 4,38 vezes o valor do salário mínimo que eles mentirosamente diziam que não poderia chegar aos 100 dólares porque senão quebraria as prefeituras e todas as pequenas empresas desse país.

Mas, ao contrário, não somente não quebrou as prefeituras e as pequenas empresas como falaciosamente divulgavam, como até estimulou o consumo da economia brasileira ao ponto de nunca ter se vendido e comprado tanto nesse país de elite riquíssima e povo ainda miserável. Nesse período que eles tanto condenam porque, infelizmente, ainda acham que nós do povo não temos memória, foram introduzidos no consumo nacional mais de 40 milhões de brasileiros pobres que não tinham uma TV, um forno de micro-ondas, uma geladeira, um ventilador, um som de qualidade para ouvir as músicas de seus artistas preferidos.

Se você olhar para os setores básicos da economia, milhões de casas foram construídas para os trabalhadores pobres, foram criadas mais faculdades e IFs do que em todos os períodos de todos os ex-presidentes formados desse pais, e olhe que uma das muitas discriminações que eles mostravam do Lula, era que ele não tinha formação acadêmica e por isso não poderia ser presidente da república. A criação das cotas que possibilitou que filhos de pescadores não fossem somente pescadores, que os filhos dos agricultores, não fossem somente agricultores, enfim que os filhos dos pobres do Brasil não fossem eternamente pobres, mas que pudessem também cursar uma faculdade e serem formados e transformados em cidadãos conscientes desse pais.

Além de créditos a juros subsidiados para as pequenas, médias e grandes empresas nacionais e também para pessoas físicas possibilitando que um trabalhador pobre como um pedreiro, que ao invés de uma bicicleta pudesse comprar em prestações dentro de seu novo orçamento familiar, uma motocicleta para facilitar o seu deslocamento para o trabalho. A desoneração tributaria parcial da linha branca que propiciou aos pobres desse país possuir uma máquina de lavar roupa, uma geladeira, e um forno de micro-ondas, sonhos que eram praticamente impossível no tempo do FHC e de salário mínimo de 73 dólares. 

A agricultura familiar que possibilitou que milhões de trabalhadores rurais saíssem daquela pobreza endêmica que lhes obrigava a invadir as feiras e supermercados das cidades de porte médio na época das secas porque, mesmo com as mãos calejadas pelo trabalho árduo e inócuo que desenvolviam nos campos, não tinha sequer o que comer com suas famílias. Depois do Lula, nunca mais se viu invasão das cidades pelos pobres das secas nordestinas. 

Além de tudo isso que ele fez pelo povo brasileiro, ainda ajudou com créditos subsidiados via BNDS, as empresas brasileiras a se inserirem no mercado internacional e segurarem uma fatia do mercado internacional como a Odebrecht que incomoda as grandes empresas de construção civil dos americanos, dos canadenses e dos ingleses e, por isso mesmo, esta pagando um preço altíssimo e até mesmo correndo o risco de sair de cena prejudicando os empregos e o país, além também da JBS que ainda é hoje, antes que a destruam, a maior empresa no ramo de carnes e derivados do mundo.

A meu ver, e posso até está engando, mas o que o Lula fez dando cobertura financeira e abrindo novos mercados mundiais para empresas como a Odebrecht e a JBS, foi o mesmo que os EUA fizeram logo depois da segunda guerra mundial, quando toda a Europa que foi o palco da guerra se encontrava praticamente destruída pelos bombardeios e as empresas americanas foram criadas e enriqueceram todas na reconstrução daquela parte do mundo. 

Além do que o Lula fez internamente em benefício do povo, ele, também igualmente ao que os americanos fizeram no inicio do século passado, incentivou o empréstimo de dinheiro a muitos países latino-americanos tentando estabelecer uma relação mais aproximada com esses países com o único objetivo de criar um protagonismo global para o pais que até então, dominado por sua leite antipatriótica e mesquinha, era apenas um figurante nesse tão importante jogo mundial.

Com tudo de positivo que falei até agora sobre o Lula, no entanto, não sou inocente ao ponto de não pensar que ele com certeza também fez muitas coisas erradas do mesmo modo que todos os outros que o antecederam também o fizeram. Por um principio de justiça que graças a Deus sempre acalentei dentro de mim, nunca julguei as pessoas somente pelo que elas fazem de errado – até porque todos nós erramos e muito e intuitivamente tenho a impressão de que se fossem verdadeiramente investigar ou outros presidentes que o antecederam, ele talvez se mostrasse como o menos desonesto de todos eles.

Outra coisa que gostaria de deixar bem claro é que não sou eleitor do Lula, pois vou votar no Ciro Gomes, o cara que a meu ver é o que está mais preparado para administrar o nosso país para o seu povo, o povo brasileiro, e não apenas para a plutocracia nacional e internacional como estão fazendo os golpistas que receberam o governo como premio pela sua nefasta ação de lesa pátria que criminosamente estão implementando a mando desses espúrios segmentos plutocratas de poder, totalmente contrario e estranho a todos nós, sem ligar a mínima para os interesses maiores do pais e de seu povo sofrido. 

Todavia, amigos leitores, além de todas essas preocupações que tanto incomodam o meu já velho coração de brasileiro patriota, é que estou antevendo nuvens negras no ar ainda mais preocupantes do que todas essas safadezas que estão fazendo com o nosso Brasil. É com pesar que vejo hoje os jovens brasileiros demonstrando preferência eleitoral em 2018 por um candidato de extrema direita que apesar de reconhecer que ele é também um patriota, infelizmente ou felizmente, ainda não está devidamente preparado para administrar na atual conjuntura, essa grande complexidade administrativa que é hoje o Brasil.

Além do mais, esses nossos jovens que infelizmente foram despolitizados pelos vinte e um anos de ditadura militar onde o artigo institucional 477 proibia como um horroroso crime de subversão a discussão de assuntos políticos nas escolas do país, não têm nem sequer ideia do que é um regime autoritário ou uma ditadura - quer seja de direita, quer seja de esquerda. Geralmente, num regime de exceção, um general chega a pensar que é um Deus e um soldado chega a pensar que é um general.

Por isso é que desse explosivo contexto de violência, pode-se esperar todo tipo de autoritarismo que se possa imaginar: prisões sem culpa formalizada, torturas desumanas e cruéis no pau-de-arara e com choques nos órgãos genitais nos pretensos inimigos do regime, assassinatos frios, perversos e sem sentido, expulsão do país e ostracismo, assassinatos de autoridades do regime, sequestros de autoridades do regime e pessoas do povo outros tipos de maldades que somente quem viveu uma ditadura pode aquilatar. 

Ainda com relação ao preferido candidato dos jovens, além de não estar preparado para ser o nosso futuro presidente da república, visto não demonstrar em suas pobres palestras ideias próprias exequíveis sob o ponto de vista administrativo e viáveis sob o ponto de vista econômico, ainda ameaça e discrimina minorias como: homossexuais, negros, pobres, putas, LGBT, forasteiros oriundos da imigração e até mesmo as mulheres que são a maioria desse país.

Nós estamos precisando de um homem no poder que tente unir quem trabalha e quem produz contra quem apenas especula no mercado financeiro ganhando muito dinheiro com o trabalho dos outros. Alguém que conheça profundamente as desigualdades do país e suas muitas regiões diversificadas. Que saiba utilizar o poder que o povo lhe dará não apenas para discriminar ou perseguir pessoas ou grupos sociais, mas para unir todos os brasileiros em prol de um projeto de desenvolvimento nacional que desenvolva na medida do possível todas as regiões do país e não apenas aquelas que sempre foram preferidas pelos velhos caciques políticos de beneficiar umas em detrimento de outras mais necessitadas. 

E esse homem é com certeza o Ciro Gomes que conhece profundamente todo o nosso país e que tanto ajudou o Lula a viabilizar o Canal do São Francisco que está chegando a todos nós, que ajudou a Itamar Franco a consolidar o Plano Real quando foi Ministro da Economia, que foi o melhor e mais novo Prefeito de Fortaleza e Governador do Ceará, que foi deputado estadual e federal e um dos mais votados do Brasil na época, que tem direito a três pensões que lhe renderiam 82.000,00 reais de salario mensal e ele altruisticamente renunciou a todas elas, que não possui uma rádio, uma TV como os outros tradicionais políticos da nossa região e o que é mais nobre nele é que o seu nome não consta em nenhuma lista de empresas que deram propina para conseguirem obras públicas superfaturadas.

Já foi candidato por duas vezes a presidente da república sem sucesso eleitoral e depois de perder a última, foi para Havard que é uma das melhores universidades americanas e do mundo, estudar em profundidade o Brasil, oportunidade em que escreveu dois livros sobre as mazelas do país em parceria com o grande Mangabeira Unger que lá em Havard, foi seu orientador.

Ultimamente, diferente dos outros pretensos postulantes, vem fazendo sistemáticas palestras nas universidades brasileiras para mostrar aos estudantes e futuros administradores desse país, os reais problemas que vem há muito propositadamente travando o nosso desenvolvimento econômico, moral e social. Como ele mesmo afirma, o seu trabalho atual é no sentido de conscientizar a juventude estudiosa do país sobre os gigantescos gargalos que travam verdadeiramente o nosso desenvolvimento sustentável. Para fechar com chave de ouro a sua capacidade administrativa, não é em vão que a sua cidade Sobral tem o maior IDH do país e o seu Estado, o Ceará, tem a melhor educação do Brasil e a menor e quase que insignificante dívida pública de todos os estados do Brasil. 

Finalmente, uma pergunta para os jovens que aspiram votar no seu candidato da extrema direita. Por que ele antes de se aventurar a ser candidato à presidência da república não se candidatou primeiro a prefeito de sua cidade, o Rio de Janeiro e depois a governador do seu Estado, também o Rio de janeiro, e não acabou com a corrupção e a violência primeiro ali que é uma das maiores do país - para depois elastecer essa experiência para todo o Brasil? O grande problema é que não se acaba com a violência e nem com a corrupção simplesmente com palavras de ordem. Quem não se lembra do valente caçador de Marajás. Terminou dando no que sempre dá. Decepção de todos quanto votaram nele. Que Deus, na sua bem aventurança, se apiede verdadeiramente de nosso pais e de seu povo tão sofrido. Tenho dito!...

Emílio.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

Acessos

FAN PAGE

COLUNISTAS

COLUNISTAS
EMÍLIO OLIVEIRA

PESQUISE AQUI

O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.