quinta-feira, 31 de agosto de 2017
Prof. Dra. Anita W. Novinsky

É lançado pela professora doutora Anita Novinski de SP, uma série de reportagens sobre a história secreta do Brasil, que muitos brasileiros nem sequer imaginam.


Pesquisas realizadas nos últimos anos nos arquivos inquisitoriais em Portugal trouxeram informações surpreendentes sobre a história dos judeus sefaraditas (conversos, cristãos novos, marranos) no Brasil, fatos e episódios que eram completamente desconhecidos até recente data. 

Ilustres historiadores brasileiros e estrangeiros, sem acesso às riquíssimas fontes inquisitoriais – que foram secretas durante os três séculos em que funcionaram os Tribunais do Santo Ofício da Inquisição, na Península Ibérica, e que somente se tornaram disponíveis ao grande público na década de sessenta do século XX – desconheciam importantes acontecimentos que ocorreram na sociedade colonial. 

As novas pesquisas realizadas nas ultimas décadas vêm mudar fundamentalmente determinadas interpretações da história do Brasil e também da história judaica.  

O medo da Inquisição impôs em todo português uma autocensura e uma “cultura do segredo”. Os “puros” – fidalgos, nobres, clero, puritanos, voltam-se para o passado, interessados em preservar o Antigo Regime e seus privilégios. 

Estes “puros” não se aventuravam ir para a América, arriscar morrer nos naufrágios, de malária ou comido pelos índios. Quem se interessava em embarcar para o mundo desconhecido era quem não estava bem em Portugal, sempre com a vida em perigo – os cristãos novos. Segundo viajantes e testemunhos contemporâneos, três quartos da população branca do Brasil, no século XVII, era constituída de judeus. (Anita Novinsky, 1992).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

Acessos

FAN PAGE

COLUNISTAS

COLUNISTAS
EMÍLIO OLIVEIRA

PESQUISE AQUI

O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.