domingo, 9 de julho de 2017
Por: Emílio Oliveira
Atualmente, vivemos tempos difíceis no nosso país. Para onde voltamos os nossos olhos, vemos apenas nulidades, desonestidades e picaretagens, além ainda de muito cinismo das nossas ditas autoridades constituídas que atualmente se encontram em suas respectivas funções, justamente para se comportarem diferentemente do que todos nós estarrecidos, temos passivamente observado nesses últimos anos.

E o que é pior é que cada dia que passa se constata que é um fato generalizado em todo o Brasil. Salvo raras exceções e é até bom que se diga que há realmente exceções, quase todas as autoridades desse país estão de uma forma ou de outra envolvidas em escândalos administrativos e/ou políticos. É como se uma total carência de vergonha tivesse se apossado de todos nós brasileiros e o resultado dessa nossa tão acentuada e irresponsável despolitização, é o que se observa na nossa cena diária.

Já venho alertando há algum tempo que o culpado por todo esse processo de purificação forçada que estamos passando é o próprio povo brasileiro que ainda corta fila e sinal de trânsito para se beneficiar individualmente, compra produtos pirateados, vota por dinheiro justamente em quem não merece, não procura se informar para escolher melhor seus legítimos representantes, briga por futebol e não por seus direitos e, o que é pior, não sai às ruas para protestar contra a perversa e inusitada inviabilização de sua aposentadoria que é o seu legítimo seguro na velhice. 

Enquanto isso, aqueles a quem ele elegeu para representá-lo, estão, na calada da noite, desmontando toda a sua cidadania e retirando-lhe prerrogativas que foram conquistadas à custa de muitas e muitas lutas do passado. Até mesmo o salário mínimo que é hoje uma garantia do trabalhador de não ganhar menos do que aquele valor, está sendo retirado por essa turma que vai implantar o regime de horas trabalhadas, dando margem a que o empregador diga ao trabalhador que somente deseja o seu trabalho por somente duas ou três horas diariamente. Como o pagamento será feito por hora trabalhada, muitos não irão sequer chegar ao valor do salario mínimo.

A situação é tão constrangedora para o trabalhador que às vezes chego a pensar se o povo brasileiro não se encontra totalmente anestesiado ao não esboçar nenhuma reação a tudo o que essa equipe no poder vem fazendo contra ele. Com tudo o que vem ocorrendo no país, toda essa indiferença do povo pode-se considerar como um fato inexplicável até, pois estão querendo diminuir o seu salário, os seus direitos e inviabilizar a sua aposentadoria e ninguém diz ou faz nada para evitar essas medidas que somente beneficiam aos que têm muito dinheiro. 

Lá no congresso nacional, com as raras exceções que há como já disse, o grosso de sua maioria é formada por políticos que são verdadeiros inimigos do nosso povo. Não poucas vezes fico pela TV Senado admirando a coragem da senadora Gleisi Hoffmann que faz parte da exceção, apelando para a humanidade de alguns corrompidos senadores no sentido de não retirarem o sagrado direito daqueles cidadãos mais pobres que os colocaram lá com os seus humildes votos. 

Com a cara mais cínica e lavada que se possa imaginar, vejo-os zombando e tripudiando dela como se ela fosse, com toda aquela sensibilidade, gratidão e lucidez que a caracteriza, uma simplória e tresloucada. Olhe o caso do nosso estado que igualmente aos outros estados do Brasil, tem também três senadores. Qual deles por acaso alguém já viu brigando e/ou até mesmo se posicionando em defesa dos interesses do nosso povo? Nenhum deles amigos! E isso é uma vergonha principalmente para todos nós que ainda não aprendemos a votar, escolhendo para nossos representantes justamente os nossos maiores algozes e inimigos.

Infelizmente, lá em Brasília, quer seja na Câmara dos Deputados ou no Senado, o povo brasileiro tem colocado lá com o seu poderoso voto, seus inimigos e exploradores. Esses senhores, na expressão de sua maioria absoluta, representam apenas os seus financiadores de campanha que geralmente são: o setor financeiro, os grandes empresários e latifundiários e as construtoras, ou seja, a turma da dinheirama fácil, pois, nesse país sem vergonha, somente consegue muito dinheiro os que com quase nenhum escrúpulo, exploram a nação e o seu povo sofrido.

Ontem mesmo um deputado da oposição protocolou um pedido de abertura de processo contra o Presidente da República acusando-o de estar cinicamente negociando cargos nas estatais e recursos de emendas parlamentares como forma de aliciamento dos deputados para não aceitarem que ele seja julgado pelo STF. Por que enfim esse temor de ser julgado pelo STF? Como todos sabem, quem não deve não teme! Se ele esta movendo céus e terra para evitar o julgamento na mais alta corte de justiça do país, deve ser porque não está tão seguro assim de sua inocência no que se refere às tão contundentes acusações que lhe foram feitas de maneira tão bem fundamentada pelo procurador geral da república.

Mas o fato mais grave é que mesmo tripudiados pela justiça - estão tentando de forma sorrateira e ao mesmo tempo açodada retirar todas as garantias de cidadania dos que trabalham e carregam o país nas costas. Enquanto isso, o interessado maior, que é o povo brasileiro, não está nem aí para o que desavergonhadamente estão querendo fazer. O mais revoltante desse criminoso processo de explicita excludência que se encontra em plena marcha, é a gente perceber claramente o cinismo de todos eles quando de uma forma mentirosa juram que todas as medidas que estão tomando contra o povo e a nação, são, ao contrário, unicamente para beneficiá-los. 

Ante tantos e tantos desencontros ante a indiferença do nosso povo, pode-se até chegar à conclusão de que esse processo é irreversível e não há mais como estancá-lo. Mas, há sim, pois o ano que vem haverá eleições para os poderes centrais e o povo brasileiro deve votar somente em pessoas mais novas e ainda não corrompidas e reverter todo esse retrocesso, retirando de todos os seus atuais inimigos os seus tão prezados mandatos eletivos.

Porém, para que isso venha a ocorrer realmente, basta não se votar mais em nenhum desses velhos e tradicionais políticos corrompidos, pois, assim se fazendo, nenhum deles retornarão mais aos seus tão preciosos cargos e sairão da cena política, dando lugar a outros políticos mais bem intencionados e que realmente pugnem pelo real desenvolvimento do país e a melhoria das condições de vida de todo o nosso povo. 

A democracia nunca foi em lugar nenhum um regime de concessão, mas um regime de luta. O povo deve não somente compreender o que significa o voto, mas também aprender a votar escolhendo apenas políticos que defenda os seus sagrados interesses e não votar mais nos que aparecem aqui somente na época da eleição com muito dinheiro nos bolsos para comprar os votos dos eleitores. Eu venho dizendo isso e volto a repetir porque é importante que se faça. O voto não é uma mercadoria, mas uma importante prerrogativa que os governos democráticos de todo o mundo dão aos povos para que, conscientemente, possam escolher seus legítimos representantes.

Vejam, por exemplo, o que esta ocorrendo em Hamburgo na Alemanha, onde os chefes de estado dos vinte países mais ricos do mundo o G20, estão reunidos para traçarem e fortalecerem estratégias de desenvolvimento baseadas puramente nas regras indecorosas do capitalismo selvagem e oriundo da irreversível globalização e o povo não somente da Alemanha que é o pais capitalista mais evoluído da Europa hoje, mas também de muitos outros países periféricos estão no meio das ruas daquela cidade perturbando a paz dos poderosos e enfrentando cara-a-cara a polícia.

Daqui de nossa parte que infelizmente não esboçamos nenhuma reação ao que criminosamente estão fazendo ao nosso povo, poderia até se perguntar por que enfim o povo da Europa que é tão rico está fazendo tantos protestos e tanto barulho em oposição ao G20? E a resposta é que eles têm consciência de que todos os planos que forem ali traçados e elaborados, não são simplesmente contra o terrorismo como afirmam não, mas, principalmente, contra o homem global comum que há muito tempo vem sofrendo com as consequências desse Neoliberalismo que foi vendido pela mídia alienadora como ciência boa, mas que, com o tempo, tem se mostrado excludente e concentrador de fabulosas riquezas nas mãos de poucos e somente pobreza e miséria nas mãos da maioria dos povos.

O mundo todo hoje está marchando celeremente para um próximo e nefasto confronto entre os pouquíssimos que tudo têm, e os muitos que não têm nada, visto ser esse fato não uma novidade mais um simples fenômeno econômico mundial há muito já previsto por Carl Marx, em O Capital. Os atuais representantes do capital que são praticamente meia dúzia de senhores, estão invadindo todas as searas de poder em todos os países do mundo. Eles mandam em todos os bancos públicos e privados, nos poderes legislativo, executivo e judiciário, na mídia, na indústria e na agricultura de todos os países do mundo. 

O resultado desse criminoso processo de concentração exagerada de riquezas e poder nas mãos de tão poucos, é justamente o que estamos começando a ver: o desemprego, a fome e a miséria cada vez mais voraz assolando impiedosamente a quem somente dispõe de sua força de trabalho para sobreviver. E o que estamos assistindo agora, é apenas o começo desse cruel processo de excludência, pois com a modernização da tecnologia e a introdução da robótica, da nanotecnologia e da inteligência artificial no processo produtivo, aliado a novos materiais que estão surgindo, está vindo aí, a passos mais que céleres, uma robotização geral de todo o processo produtivo, onde o trabalhador comum não irá mais nem sequer achar quem se disponha a comprar, mesmo barato, a sua ultrapassada força de trabalho. 

Do mesmo jeito que fizeram na época da abolição quando simplesmente após o ato de abolição fecharam as senzalas e os pobres e despreparados escravos forma jogados na rua da amargura sem eira e nem beira, estão planejando fazer o mesmo num processo que não vai demandar mais muito tempo. É apenas uma questão de tempo e quem viver, verá! 

Quem afinal ainda se lembra do que leu sobre a abolição da nossa escravatura? Muitos ainda inocentemente ainda acreditam porque infelizmente é o que está escrito nos nossos livros de história que a escravidão no Brasil terminou porque a piedosa princesa Isabel, mulher de grande coração, resolveu dar um fim àquela triste e tão horripilenta selvageria. Pois não foi não, amigos! A escravidão foi extinta no Brasil e somente cem anos depois da dos Estados Unidos da América, porque o trabalho escravo se tornou mais caro para os capitalistas da época do que o trabalho assalariado. Esse foi o verdadeiro motivo.

Um escravo era um patrimônio e como tal precisava ser cuidado e alimentado para trabalhar sempre mais e quando adoecia precisava ser tratado, pois era uma reserva de valor adquirido com capital pelo capitalista. Já o assalariado não. Trabalhava doze horas diariamente por um salário miserável e quando adoecia não era tratado e, se morria, bastava somente ser enterrado numa buraco qualquer numa rede, se a tivesse, que logo em seguida centenas de outros na mesma condição, vinham humildemente pedir para ser o seu substituto. Um fato dessa magnitude, pela influência desses ricos senhores da época, evidentemente que não poderia constar nos nossos livros de história, mas, infelizmente, era o que realmente acontecia. 

E o que acontecia naquela época, se não houver nenhuma reação de nossa parte, está prestes a retornar novamente em pleno século vinte e um ao nosso país. Todas essas mudanças que os golpistas estão querendo a todo custo fazer na nossa legislação trabalhista é justamente no sentido de retirar direitos de quem honestamente vive do trabalho para transferi-lo em forma de concentração de renda aos mais ricos e poderosos donos do real poder.

E do mesmo jeito que os poderosos capitalistas daquela época não deixavam que aquelas verdades constassem nos nossos livros de história, os capitalistas do presente, donos da mídia mistificadora e manipuladora, divulgam massivamente em todos os meios de que dispõe que as “mudanças que estão tentando fazer” são somente para o bem do trabalhador e do país. E o que é pior que ainda há muita gente boa que acredita em tão tola cantilena. Oh! grande DEUS, que santa e ao mesmo tempo tão burra inocência. Tenho dito!...

Emílio.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CONTATO DO BLOG

Telefone/Whats: (84) 9 8177-6707 Email: Contato@ofachodegrossos.com Facebook:  O Facho de Grossos © 2015 -2017 - O Facho de Grossos...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

Acessos

FAN PAGE

COLUNISTAS

COLUNISTAS
EMÍLIO OLIVEIRA

PESQUISE AQUI

O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.