domingo, 1 de janeiro de 2017
Por: Emílio Oliveira
Desde o mês passado que venho pensando em escrever sobre esse assunto ainda tão ignorado por muitos e apenas conhecido de uns poucos. Chama-se de: A Lei do Fluxo. Para quem não sabe que fique sabendo que todos quantos a conhecem e a alimentam, têm pouquíssimas de suas necessidades reais não satisfeitas. 

Então, comecei a pensar em como poderia tratar de um assunto dessa natureza que, infelizmente, para muitos ainda é um tabu e fui pesquisar na Web outras visões mais profundas que a minha a respeito de tão complexo tema. E graças, a Deus, achei. Há um Site Esotérico por nome de STUM e ali encontrei essa pérola escrita por um escritor anônimo que usa o pseudônimo de Tony e a transcrevi abaixo:

A vida e um constante fluxo de trocas. Nascemos “programados“ para vivenciar as benesses desse fluxo. No entanto, em algum momento do caminho, nós e nossas escolhas, acabam por alterar esse movimento, gerando o desequilíbrio que pode nos levar a uma extrema necessidade: de carinho, de amor, de dinheiro, de trabalho, de todas as coisas que nos são necessárias a vivenciar nossas experiências no ritmo adequado. Ou seja: nós mesmos prejudicamos o nosso fluxo de prosperidade.

Não significa que cometemos “erros”, porque em última instância, até os erros são instrumentos para nos recolocar no caminho divino da abundância. A verdade é que não nos damos conta de um dos maiores poderes existentes no universo, o poder do conhecimento. Acreditando não se passar de meras teorias evolucionistas da Nova Era, ignoramos leis fundamentais e básicas para o equilíbrio do fluxo de trocas que nos sustenta a vida em harmonia, e passamos a viver o mínimo da porção Divina a nós reservada. 

Quando, no entanto, entronizamos e fazemos uso dessas leis, elas promovem o que parece ser verdadeiras revelações e revoluções em nossas vidas quando, na verdade, apenas nos devolvem o que é nosso por direito divino – direito que não usufruímos ao ignorar o poder do conhecimento e da abundância ilimitada do Universo.

O fluxo do “dar e do receber” precisa funcionar em nossas vidas para que tenhamos acesso ao que é nosso em nosso caminho positivo. Para isso, o seu campo mental, o seu entendimento, a sua consciência, a sua mente lógica, precisa compreender e entronizar pontos inegavelmente simplistas – que por serem tão simples, acabam não recebendo crédito e os ignoramos completamente em determinados momentos da vida.

Obviamente, cada um de nós tem uma porção particular de bênçãos e um caminho individualizado de lições, aprendizados e curas que merecem atenção especial, fazendo com que não exista de fato uma receita única para toda a coletividade. Mas ignorar o entendimento básico do “dar e do receber” é uma das formas de atrasar sobremaneira o que temos a receber da vida.

Para uns, a Terra é um hospital. Para outros, um escola. Mas, seja lá qual for o seu caso individual, a lei do dar e do receber é fundamental tanto para quem está na Terra para se Curar, quanto para quem nela está para Aprender, ou até mesmo Ensinar (já que quem aprende, conquista o direito de ensinar). 

Estamos falando de um breve conjunto de conhecimentos de fácil entendimento, que se colocado em prática (faça o teste com honestidade) ajusta o fluxo do dar e do receber em seu caminhar. Entenda que o Universo é abundante e ele quer que você prospere. Não tenha a menor dúvida a respeito disso e doutrine seu campo mental a absorver essa tão preciosa dádiva.

Não importa se seus colegas não querem que você prospere, não importa se seus funcionários, chefes, inimigos ou seja lá quem for que não querem que você prospere. Portanto, dê mais importância racional e consciente ao que o Universo quer, do que ao que qualquer pessoa contrária queira. Para o Universo, não importa se as pessoas ao seu redor o atacarem, empreenderem guerras, magias, feitiçarias ou vibrações negativas contra você. Para o Universo, importa é a quem você vai dar ouvidos, se a Ele, ou se às pessoas contrárias ao seu redor. 

Entenda ainda que toda abundância é atraída pela mente vibrando no positivo e no elevado. Como fazer isso? Ligando-se a hábitos, pessoas, leituras, histórias, filmes, livros ou qualquer atividade que lhe inspirem a ter pensamentos e sentimentos sempre bons. Isso é muito forte. Do contrário, deixando-se dominar por sentimentos inferiores como ciúmes, raiva, inveja, vingança, a sensação de que algum fato é um “desaforo” ou viver na maledicência, por exemplo, simplesmente o faz vibrar no negativo do inferior e, consequentemente, a abundância (não só ou necessariamente financeira) na sua vida, escoa pelo ralo.

Aprenda que desejos requerem sempre atenção e ação. Não adianta nada você, por exemplo, querer muito uma coisa ou circunstância, orar, rezar, fazer simpatias, meditações e até aplicar técnicas da Lei da Atração, vivendo apenas em constante estado meditativo de desejar as coisas, se você não focar sua mente em fazer movimentos coerentes rumo à conquista de seus desejos, ainda que o único movimento que você possa fazer por enquanto seja apenas o de verbalizar o que você quer para as pessoas certas em circunstâncias positivas. Aliás, há um poder imenso na força da palavra.

Doe. Dê. Entregue. Forneça. Para ativar o fluxo do dar e do receber, é indispensável compreender que você colhe o que você planta. Se você quer colher amor, paz, tranquilidade, prosperidade, dinheiro, felicidade nos negócios e relacionamentos ou qualquer outro cenário construtivo e edificante, plante exatamente essas coisas na sua vida e também na vida de outras pessoas. Estou falando de movimentos simples.

Se você ainda não tem nada “físico ou material” para doar, não importa, comece o movimento com a sua mente: doe amor às pessoas, emita paz a elas através do pensamento, deseje sinceramente que elas tenham tranquilidade, prosperidade, recursos financeiros, que enfim sejam todas felizes. 

Não adianta desejar o bem para você, e ao mesmo tempo tripudiar o outro. Para o Universo, não importa se você julga que o outro merece ou não merece, ou se a outra pessoa é de fato boa ou má: o que interessa para o Universo e a sua iniciativa de doação sem distinção.

Pratique o desapego. Apegar-se é dar mais ouvidos ao seu ego do que ao fluxo de Vida que o Universo tem à sua disposição. O que quiser ir, deixe ir, o que quiser ficar, deixe ficar. Obviamente, não devemos dispensar a previdência necessária quanto ao que nos foi confiado – coisas ou pessoas pelas quais precisamos zelar com reponsabilidade e apreço – mas, quando o ciclo natural de um processo chegar ao fim, não use a sua energia para tentar dar vida a cadáveres. 

Além do mais, o apego vem em boa parte daquela sensação de que aquilo que hoje é nosso, é o melhor que poderemos ter até o fim de nossa existência, mas não é verdade. Podemos ter algo ótimo no hoje, mas o amanhã sempre terá uma ramificação disponível de algo melhor – basta que você escolha o caminho positivo. Tudo o que de nós é tirado hoje, assim o é para abrir campo ao novo, e se nesse momento você plantar boas sementes, os frutos serão mais doces, mais saborosos que os de hoje, e por menos que você acredite nisso, o tempo sempre te provará essa máxima.

Por fim, para efetivamente ativar o fluxo do dar e do receber, faça uma honesta, profunda e legítima limpeza nas suas atuais emoções. Aqueles padrões negativos que vêm devorando a sua paz, devem ser eliminados, ainda que isso lhe custe tempo, esforço e dedicação. Nenhum fluxo de prosperidade, seja ele uma prosperidade emocional, financeira, mental, física, espiritual, familiar, material ou profissional consegue chegar ao coração e a mente de pessoas adoecidas em seus sentimentos. Perdoe. Perdoar não é esquecer. Esquecer é amnésia. Perdoar é lembrar e não sentir mais dor ou qualquer outro tipo de desconforto emocional. 

Permita que as pessoas sejam como elas querem ser, de modo que elas aprendam com seus próprios erros e acertos. Quem quiser aprender com suas palavras, ótimo! Mas quem não quiser, que aprenda com as próprias experiências – e naturalmente assuma as consequências das próprias escolhas. Mas esse é o ponto: faça esse movimento limpando as emoções. 

Melindre-se menos. Reclame menos. Não fale mal das pessoas só porque elas fizeram escolhas ruins, muito menos julgue ou condene, pois todas as vezes que você faz isso, é como se emitisse ao Universo um sinal para que Ele coloque no seu caminho uma situação semelhante a que você julgou, para que você possa provar que tem condições de passar pela mesma coisa e fazer diferente. Não se encolerize por pouca coisa.

Não deixe as emoções adoecerem colocando o equilíbrio dessas emoções nas mãos de outras pessoas: elas não merecem tanto poder assim sobre você. O fato é que a única forma de você limpar emoções contaminadas e cultivar novas emoções nobres é se conectar a hábitos, pessoas, lugares, atividades ou praticas que incentivem, estimulem e sustentem um coração sem venenos de ego ou deficiências de equilíbrio.

Nessa hora, permita-se buscar ajuda, permita-se receber do Universo os instrumentos que você precisa para limpar suas emoções, sejam esses instrumentos pessoais, lugares, oportunidades ou circunstancias diferentes das que você está habituado a alimentar.

A partir de movimentos legitimamente simples, você ativa o poderoso fluxo do dar e do receber, e entra em um círculo virtuoso onde a vida lhe devolverá exatamente aquilo que você der à vida e com uma vantagem: o que você dá no positivo, você recebe em dobro, não apenas na quantidade, mas, sobretudo na qualidade. 



Nada no Universo fica sem resposta. Portanto, dê o seu melhor ao Universo e Ele lhe devolverá muito mais. Pense

e pratique isso e verá enfim a sua vida florescer em todos os sentidos, ainda nesse ano entrante de 2017!...

Transcrito por Emílio.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos

PESQUISE AQUI

Receba nossas notícias no e-mail

CONTATO DO BLOG

Telefone/Whats: (84) 9 8177-6707 Email: Contato@ofachodegrossos.com Facebook:  O Facho de Grossos © 2015 -2018 - O Facho de Grossos...

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM GROSSOS

COLUNISTAS

COLUNISTAS
EMÍLIO OLIVEIRA
O Facho de Grossos 2014. Tecnologia do Blogger.